Descubra se esse é ou não um bom momento para programar viagens para o exterior

Restrição de viagens para brasileiros. Desde que a pandemia causada pelo coronavírus começou a mudar nossa rotina, temos aprendido a lidar com uma série de desafios.

Entre eles está o cancelamento de viagens, já que o isolamento social deve ser respeitado à risca.

Lembre-se de que estamos passando por um momento que demanda responsabilidade coletiva.

A restrição de viagens é necessária porque o mais importante é zelar pela nossa saúde e pela saúde de outras pessoas que podem ou não ser próximas a nós.

Para te manter atualizado, selecionamos informações atualizadas a respeito dos países com entradas ou vistos suspensos até o momento. Confira.

Imagem mostra pontos turísticos de Londres

Com relação a entradas e saídas, como ficam as restrições de viagem no Brasil?

Até o dia 4 de julho, só poderá entrar no brasil quem é cidadão e residente no país.

Familiares imediatos de um cidadão brasileiro só entram mediante comprovação com documentos exigidos.

O Uruguai suspendeu voos que partem de outros países. Essa medida não se aplica a voos humanitários e de repartição.

No caso da África do Sul, só é permitido entrar no país quem é cidadão e residente mediante triagem médica.

A Alemanha também adotou o mesmo esquema de restrição de viagens e só autoriza a entrada de cidadãos residentes.

Os passageiros estão sujeitos a quarentena de 14 dias. No caso da Argentina, até o dia 28 de junho, estrangeiros não poderão entrar no país.

Até o momento, o Canadá e a Bolívia também não liberaram a entrada de estrangeiros.

No Chile, até o dia 25 de junho, só podem entrar cidadãos e residentes mediante avaliação médica e quarentena de 14 dias.

As entradas da China e Colômbia também seguem restritas e os voos estão suspensos por tempo indeterminado.

Imagem de ponto turístico do Chile

O aeroporto de Guayquil (GYE), no Equador, está fechado para estrangeiros

No caso dos Estados Unidos, o país conta com rígidas restrições para passageiros que saíram ou passaram os últimos 14 dias no Brasil, China, Irã ou em países europeus.

As restrições de viagens também foram aderidas pela França.

Nesse país, a entrada de passageiros vindos de países que não fazem parte do Espaço Schengen continua proibida, exceto para cidadãos franceses e profissionais da saúde.

É preciso obter um Certificado Internacional de Viagem para circular pelo país.

Passageiros de outros países também não podem entrar na Grécia, Itália, Peru e Portugal.

Na Holanda, os passageiros autorizados devem preencher um Formulário de Declaração de Saúde, além de ficar em quarentena por 14 dias.

O Japão libera a entrada de acordo com o histórico de viagens dos passageiros.

Para entrar no México, os viajantes deverão preencher um questionário de identificação de fatores de risco e entregar à imigração na chegada.

Para entrar no Reino Unido, os passageiros estão sujeitos a quarentena. Além disso, é preciso apresentar um Formulário de Saúde Pública com Localizador de Passageiro na chegada.

Como a GOL está operando no momento?

Até esse momento, a GOL está operando com uma média de 100 voos diários. Os voos internacionais regulares continuam suspensos. De acordo com a companhia, pode ser que algumas rotas voltem em setembro.

Caso você opte por cancelar o voo internacional marcado para o período entre 01/03/2020 e 31/12/2020, as taxas de cancelamento não serão aplicadas. O prazo de devolução será de até 12 meses, a partir do dia da solicitação.

Como a LATAM está operando no momento?

Diante desse cenário de restrição de viagens, a LATAM informou que ampliará suas rotas de forma gradual.

Para viagens internacionais, a companhia pretende operar voos para alguns destinos, dependendo da liberação dos aeroportos.

A ideia é que os voos que partem de São Paulo para Frankfurt, Ilhas Malvinas, Lisboa, Londres, Madri, México, Montevidéu e Santiago comecem a operar gradualmente a partir de julho.

É seguro organizar uma viagem agora?

Como falamos no início deste artigo, as informações sobre restrições de viagens têm passado por constantes alterações.

Diante desse cenário, é importante que você avalie a real necessidade de sair do Brasil neste ano.

O ideal é que você refaça os planos e garanta a sua proteção e a de sua família.

Se o cancelamento não for possível, não deixe de seguir todas orientações das autoridades de saúde.

Em relação às milhas que você acumulou para viajar em 2020, o mais indicado é vendê-las para uma empresa de comercialização segura.

Dessa forma, você pode usar o dinheiro da venda para ganhar uma renda extra nesse período.

Basta acessar o site da Cash Milhas. No campo “descubra quanto valem suas milhas aéreas”, informe seu nome, e-mail, telefone, quantidade de milhas e programa de fidelidade do qual você participa.

Entre no seu e-mail e confira o valor que pagaremos por suas milhas. Clique no link que direciona para nosso ambiente seguro e conclua o cadastro. Preencha todos os campos com seus dados pessoais e bancários.

Confira as informações que você disponibilizou e confirme o processo. Aguarde a validação da transação e, por fim, escolha a forma de recebimento, que pode ser à vista ou agendado para 30 dias.  

Agora você já sabe das principais atualizações a respeito da restrição de viagens.  Não deixe de prezar pela sua segurança em todos os aspectos. Quando tudo isso terminar, você poderá traçar roteiros incríveis e acumular ainda mais milhas.