No mercado de pontos dos programas de fidelidade, existem várias alternativas para usar suas milhas. Pode ser na Smiles, Multiplus ou no TudoAzul. As opções se variam e se dividem em duas frentes especiais: vender ou comprar milhas. Tais alternativas causam a dúvida aos clientes desses programas. Qual negócio é melhor para o seu próprio bolso?

 

É claro que, para determinar qual o melhor negócio para seus pontos, depende de uma série de variáveis. Não dá para simplesmente comprar milhas sem calcular os seus gastos ou vender seus pontos sem olhar a cotação oferecida. Para sua sorte, existem boas práticas para saber se a operação escolhida é a melhor para você.

 

Neste post, explicaremos como funciona para você comprar milhas ou vender seus pontos. Além de, claro, te contarmos qual é o negócio mais vantajoso.

 

Operações diferentes: o que é e como comprar milhas

 

São muitas as diferenças entre comprar milhas e vender seus pontos para uma empresa do ramo. São justamente essas diferenças que fazem uma operação ser mais vantajosa que outra.

 

Para comprar milhas, o cliente dos programas de fidelidade precisam desembolsar dinheiro do próprio bolso. A operação é realizada para complementar seu saldo, que acaba se tornando uma passagem aérea ou algum produto de uma das várias empresas parceiras das empresas. Entretanto, o que parece ser vantagem pode desvalorizar seu dinheiro.

 

A complementação do seu saldo ao comprar milhas acaba te cobrando algo além do necessário. Superfaturando os pontos necessários, você acaba comprando milhas e, quando efetua as trocas, consome os pontos que estão no seu cartão. Diferente desse processo, existe a venda de milhas, que podem ajudar mais que a compra.

 

Vendendo milhas: um negócio bom para você

 

Ao optar para a venda de milhas, um mundo de oportunidades se abre para você. Diferente da ação de comprar milhas, o negócio é mais vantajoso e evita que você fique preso as ofertas oferecidas pela companhia.

 

Se você optou por comprar milhas para complementar seu saldo, você só consegue utilizar os pontos dentro da companhia. Ou seja, caso queira trocar por algum produto de uma loja que não é parceira, você não conseguirá. Mais: se quiser voar em outro horário, também não irá conseguir, já que a companhia determina por conta própria. Tudo isso acaba te limitando e fechando a sua própria escolha.

 

Agora, o inverso ocorre ao vender seus pontos. Em vez de completar seu saldo e optar por utilizar do dinheiro oferecido, você ganha a liberdade. Com o valor em mãos, você pode desde escolher lojas diferentes ou mesmo pagar contas, o que não é oferecido por nenhum programa de fidelidade. Você pode também escolher voos nas mais diferentes rotas e horários, sem nenhuma predefinição.

 

Mas para que a venda dos seus pontos seja melhor que comprar milhas, você precisa encontrar uma empresa que negocie seus pontos por um valor justo. Não são todas que estão dispostas a pagar o que você merece e antecipadamente. Mas existe um lugar que faz isso: a Cash Milhas! Negocie seus pontos conosco e verifique que comprar milhas não é necessário.