É importante se atentar a possíveis erros ao vender as suas milhas. Isso porque, qualquer deslize ou falta de conhecimento pode prejudicar o seu sucesso nessa prática. Por isso, conheça os seis equívocos mais comuns, a fim de saber como evitá-los.

1º – Não conhecer os seus direitos como consumidor

Esse é um dos principais erros ao vender as suas milhas. Muitos temem fazer desse ativo uma fonte de renda extra, porque acreditam estar quebrando alguma lei.

Tal pensamento é por conta dos programas de fidelidade que condenam este ato e ameaçam até mesmo suspender os pontos do usuário ou excluí-lo. 

Fique tranquilo, no entanto, pois o Código de Defesa do Consumidor, por meio do artigo 5º da Constituição Federal te protege de qualquer penalidade.

Segundo ele, a pessoa pode fazer uso de suas milhas da forma que achar melhor, afinal, é um direito dela. Portanto, qualquer cláusula das companhias aéreas que proíba a sua venda, não deve ser levada a sério.

Na própria CF, no artigo 5º, inciso II declara que nenhum cidadão tem a obrigação de fazer algo, a não ser que seja de acordo com a lei.

Um dos erros ao vender as suas milhas é achar que isso é ilegal

Como não existe uma lei que proíba essa prática, os programas também não podem impedi-lo. Então, caso ainda não tenha começado nesse negócio por conta disso, sinta-se livre, a partir de agora, para vender as suas milhas e ganhar dinheiro com elas.

2º – Vender milhas aéreas em qualquer plataforma

Antes de iniciar nesse ramo, conheça um site que realiza a compra e venda de milhas com segurança. Aliás, a Cash Milhas é uma das empresas que atuam nesse mercado e oferece uma plataforma segura aos seus usuários.

Um dos maiores erros ao vender as suas milhas é fazer isso em qualquer lugar, sem antes verificar dados como:

  • CNPJ;
  • Endereço;
  • Telefone de contato.

Muito profissional, a Cash Milhas atua com eficiência e confiança. Além disso, todos os seus dados serão preservados com a máxima segurança pela empresa.

Não saber as regras do site comprador

Outro grande problema que o vendedor de milhas pode enfrentar é deixar de ler as regras e políticas da plataforma. Muitos pulam essa etapa e vão logo concordando com os termos, mesmo sem conhecê-los.

É uma tarefa chata, mas é importante saber tudo o que está escrito ali. Dessa forma, você fica conhecendo os direitos e deveres de ambas as partes. Por fim, caso tenha dúvidas, entre em contato com a empresa e peça por esclarecimentos. 

3º – Perder o prazo de validade é um dos erros ao vender as suas milhas

Milhas possuem um prazo de validade, isso é um fato que muitos consumidores esquecem ou negligenciam. Afinal, milhares delas perdem o valor todos os anos. Mesmo que exista a chance de reativá-las nos programas de fidelidade, é preciso pagar por isso.

É essencial ficar de olho no seu extrato e verificar a data limite delas. Apenas assim, é possível evitar surpresas desagradáveis que possam te impedir de lucrar com a venda delas.

Para não se confundir, anote todas elas em uma planilha junto dos dias em que vão expirar. Dessa forma, é mais fácil monitorar e te ajuda a visualizar melhor o momento ideal de vendê-las em um prazo confortável. 

4º – Não usar o cartão de crédito, que geram pontos, para fazer as suas compras

Um dos grandes erros ao vender as suas milhas é não usar o seu cartão nas suas aquisições. Isso porque, a cada compra no crédito, você acumula pontos. Estes se convertem em milhas e por fim, em lucro.

Dito isso, dê preferência a ele e deixe o débito de lado por um tempo. Dessa forma, é possível acumular cada vez mais pontos. Aliás, alguns cartões têm a vantagem de disponibilizar de 2 até 5 pontos por real ou dólar gasto.

Mesmo que o seu cartão seja um grande aliado neste momento, é importante gastar dentro do seu limite. Por isso, programe-se para ganhar dinheiro e não perder ou adquirir dívidas durante o processo.

Jovem confiante trabalhando em um laptop e sorrindo enquanto está sentado em seu local de trabalho no escritório.

5º – Não aproveitar todas as maneiras de acumular pontos é um dos erros ao vender as suas milhas

Antes, era possível acumular milhas apenas ao viajar de avião. Assim, quanto mais voos você pegava, mais milhas eram acumuladas em sua conta.

Hoje, com os programas de fidelidade, isso mudou e o que não faltam são oportunidades de juntá-las. Por isso, é essencial fazer uso de cada uma delas.

Dentre as opções, destaca-se o uso preferencial do cartão de crédito, como visto no tópico anterior. Ou ainda, realizar transações em sua própria conta do banco.

Procure, então, a empresa que cuida das suas milhas e pergunte sobre outras formas de ganhar mais desse ativo. Dessa maneira, você pode ir juntando mais, enquanto faz tarefas do seu dia a dia, ou seja, sem qualquer esforço.

6º – Fazer parte de muitos programas de milhas diferentes

A princípio pode parecer uma boa estratégia, no entanto, é um dos principais erros ao vender as suas milhas.

Nesse caso, focar em apenas um programa, é a alternativa ideal para acumular pontos. Sem dúvida, isso não quer dizer que você não poderá viajar com outra companhia ou fazer compras em diferentes lojas. Mas é bom ter as milhas em um “lugar” só.

Isso porque, com os seus pontos em vários programas, a chance do usuário se prejudicar no momento de convertê-los para depois vender as milhas, é maior. Afinal, somá-las não é uma possibilidade, se fosse, a história seria diferente.

Você também corre o risco de perder boas ofertas ao se confundir com tantos programas de fidelidade. Ou ainda, no pior cenário, acabar deixando algumas delas expirarem.

Tome cuidado para não cometer erros ao vender as suas milhas

Agora, você já conhece todos os obstáculos que estão no caminho para o seu sucesso nessa empreitada. Portanto, fica mais fácil contorná-las e tendo conhecimento, é possível:

  • Planejar melhor as suas vendas;
  • Evitar prejuízos;
  • Bem como, dores de cabeça.

Entre em contato com a Cash Milhas e comece agora mesmo a fazer uma renda extra com as suas milhas acumuladas.